Fundador da Construtora Santa Isabel e vencedor do premio Destaque ADEMI 2005 como Empresário do Ano, Ferdinando Magalhães comemora a construção do Shopping Leblon e conta com orgulho como é ser responsável do maior empreendimento comercial na Zona Sul nos últimos 25 anos.


 

">
 
 

Com a palavra, o Associado

Ferdinando Valle Magalhães - Construtora Santa Isabel

Resgatar uma área que estava se degradando, com ocupação irregular, e oferecer cultura, arte, lazer e ampla variedade de comércio em um equipamento urbano de primeiro mundo. Esse é o principal objetivo da Construtora Santa Isabel, que está à frente do Shopping Leblon. Segundo Ferdinando Magalhães, o empreendimento estará à altura dos consumidores mais exigentes e charmosos do Rio. "Na área de influência do shopping, temos consumidores dos bairros de maior poder aquisitivo do Rio de Janeiro, como Leblon, Ipanema, Gávea, Jardim Botânico, Lagoa, São Conrado e Copacabana. Vamos inaugurar um empreendimento à altura deles, com um mix de compras completo, com grifes nacionais e internacionais, centro cultural com salas de cinema, oficinas de teatro, além de um amplo estacionamento e praça de alimentação", conta.

O orgulho de ser o responsável pelo maior projeto comercial da Zona Sul, nos últimos 25 anos, se mistura com a satisfação de gerar mais de 3 mil empregos diretos, além de desenvolver um programa social com os moradores da Cruzada São Sebastião. "Fechamos uma parceria com o Senai, com a associação de moradores do bairro e com a paróquia local e montamos o primeiro canteiro-escola do Leblon. Já tivemos, até hoje, três turmas para a formação de pedreiros, ladrilheiros e estucadores. E em agosto e setembro, novas turmas de pedreiros e eletricistas serão formadas para aumentar as condições de empregabilidade dos moradores da Cruzada de São Sebastião", explica Ferdinando.

As obras estão sendo realizadas de forma a amenizar ao máximo os transtornos, já que o bairro do Leblon é extremamente residencial. Segundo Ferdinando Magalhães é a primeira vez na América Latina que uma tecnologia como essa está sendo utilizada. "Estamos trabalhando com tecnologia de ponta no desmonte de rocha, no tratamento acústico e na umidificação do terreno. Envolvemos nesse projeto, os melhores arquitetos, engenheiros, advogados e economistas, entre outros profissionais, tudo isso para que, em setembro de 2006, a Zona Sul tenha um espaço a altura de seus moradores", conclui.



Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]