Como carioca, estou convencido de que vivemos hoje o nosso melhor momento das últimas décadas. Questões como a favelização crescente, territórios aos quais o Estado não tinha acesso, regras rígidas para uns e inexistentes para outros, burocracia e muito atraso deram lugar a uma espiral positiva de investimentos, políticas públicas efetivas, alinhadas nas esferas  municipal, estadual e federal e uma sensação de que, se ainda não chegamos lá, pelo menos já estamos caminhando na direção certa.">
 
 

ADEMI em foco

Razões para esperar muito de 2011

Em dezembro, na festa do XI Destaque ADEMI, que, como salientei no meu discurso, se tornou o maior evento de um setor empresarial no Rio de Janeiro, falei muito sobre o meu otimismo com relação ao nosso futuro próximo.

Como carioca, estou convencido de que vivemos hoje o nosso melhor momento das últimas décadas. Questões como a favelização crescente, territórios aos quais o Estado não tinha acesso, regras rígidas para uns e inexistentes para outros, burocracia e muito atraso deram lugar a uma espiral positiva de investimentos, políticas públicas efetivas, alinhadas nas esferas  municipal, estadual e federal e uma sensação de que, se ainda não chegamos lá, pelo menos já estamos caminhando na direção certa.

Como empresário, me sinto muito feliz por poder trabalhar hoje para as mais diversas camadas da nossa população. Feliz em ver que a casa própria é uma realidade na vida de um número cada vez maior de famílias e que nós, empresários, em parceria com o poder público, começamos a virar a página do imenso déficit habitacional brasileiro. E, também, otimista pelo volume de oportunidades que projetos como o Minha Casa, Minha Vida e o Porto Maravilha  apresentam para os próximos anos. O MCMV elevou a oferta de imóveis com preço médio até R$ 130 mil de 9% para 40% do total do nosso mercado, enquanto o Porto Maravilha projeta um potencial de geração de negócios de R$ 60 bilhões, que corresponde a 22 anos de vendas do mercado imobiliário do Rio de Janeiro, tomando como base o melhor ano da nossa história - 2010.

Finalmente, como Presidente da ADEMI, começo o ano com a certeza de que o nosso mercado está cada vez mais maduro, mais profissional e mais coeso. Vejo com muito orgulho a participação efetiva de um número cada vez maior de empresários na ADEMI e na discussão com o poder público e com a sociedade sobre os rumos para o desenvolvimento da nossa cidade.

 Um excelente 2011 para todos.

Rogério Chor



Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]