Clique aqui para acessar a apresentação.">
 
 

Painel Imobiliário

Apresentação no 83º ENIC - "Novos modelos construtivos para a construção civil - Inovação Tecnológica"

[

(Ephim Shluger - Consultor Técnico da ADEMI - RJ)

ENIC - 83  

Comissão de materiais, tecnologia, qualidade e produtividade.

São Paulo -

"Novos modelos construtivos para a construção civil - Inovação Tecnológica"

Ephim Shluger - ADEMI - RJ


O atual contexto do mercado imobiliário é de franca expansão, registrando em 2010 um crescimento de 11,6% na construção civil em relação ao nível de 2009. Com o aquecimento da demanda, o setor se depara com questões fundamentais, que põem em foco os atuais modelos construtivos do país e apontam uma perspectiva de evolução para um sistema de integração da cadeia produtiva, desde as etapas de concepção do projeto de arquitetura e engenharia até as de fabricação de componentes modulares, métodos construtivos e a efetiva operação e manutenção das edificações.

Os gargalos na cadeia produtiva da construção podem resultar em significativos atrasos de entrega das obras e, por consequência, em significativas perdas econômicas. Por um lado, isso se deve à inelástica oferta de mão-de-obra especializada e experiente - incluindo desde pedreiros, mestres de obras e apontadores até arquitetos e engenheiros - e por outro à escassez de equipamentos pesados e fornecimento de itens básicos de materiais de construção. A escassez de matéria-prima eleva os custos de insumos e torna o setor cada vez menos competitivo, se comparado ao formado por empresas internacionais.

O mercado tem experiência com pré-fabricação de componentes em concreto armado, a exemplo do pavilhão central de Humanidades e Ciências da Universidade de Brasília e da rede de Hospitais Sara Kubistchek (1998), do arquiteto João Filgueiras Lima, bem como dos Centros Integrados de Ensino (Cieps), projeto do escritório Oscar Niemeyer no Rio de Janeiro (1983-1992).  Esses exemplos demonstram a possibilidade de racionalização da cadeia produtiva, com ganhos significativos de tempo na realização das obras, embora faltassem elementos de aferição de custos finais por unidades erguidas.
Novos modelos construtivos baseados na adoção da plataforma BIM (Business Information Modeling) têm por princípio a concepção integrada de projetos - fabricação modular de componentes/montagem e construção/operação de edificações vem  responder, de forma eficaz e racional, às complexidades inerentes à cadeia de produção. As atuais plataformas incorporam em rede programas de software capazes de criar complexas interfaces entre informação e inteligência, em programas de 3D (CAD), 4D (logística e planejamento)  e 5D (facultando aferição de custos de obra em tempo real). A modelagem paramétrica permite aos projetistas lidar com formas geométricas complexas e construir modelos virtuais, seja empregando estruturas metálicas e/ou de concreto armado ou treliça (lattice framework), sobre a qual painéis de vedação interna e externa - fabricados em processos industriais, podem ser montados.  

O prédio de condomínio (290 da Mulbery Street, em Nova York) é um bom exemplo da utilização da plataforma BIM-VDM em sua concepção - fabricação de módulos e montagem. A vedação da fachada, que é feita em placas pré-moldadas, possui um acabamento ondulante de tijolos, lhe propicia um isolamento térmico e originalidade estética. O prédio foi certificado pelo selo verde (LEED), e ademais atende a uma exigência de zoneamento local - contingente ao prédio de valor histórico situado no mesmo quarteirão.

O shopping mall Barclays Center, no Brooklyn (NY), que ainda está em construção, será a futura sede do clube Nets, de basquete. A estrutura de geometria complexa (lattice framework) foi concebida de forma modular com a plataforma BIM-VDC, possibilitando assim ao cliente aprovar o modelo paramétrico (Catia) virtual, com todos os detalhes de interior e exterior em nível de "as built". O recobrimento externo do Barclays terá 900 peças de aço pré-montadas, feitas a partir de outras 12 mil de acabamento patinado de Cortain. Desde a fabricação das peças, a construção vem sendo monitorada por meio de um sistema simples de código de barra. Com um aparelho de iPhone e um monitor, o gerente da obra é capaz de localizar e determinar o estágio da montagem das peças codificadas. O sistema adotado permite também acessar informação atualizada para acompanhar o progresso da obra em tempo real (real time), inclusive no que se refere aos custos da mesma.

Lições do aplicativo BIM

Para se inovar com novos modelos construtivos, será preciso integrar informação e inteligência à cadeia produtiva de construção.
Sustentabilidade, com certificação de selo verde (mitigando o CO2), exige conhecimento do desempenho dos materiais especificados e do método construtivo. As novas plataformas BIM possibilitam a escolha das melhores alternativas.

O modelo construtivo convencional é entrópico - a edificação tem um ciclo de vida útil, apos o qual a deterioração é acelerada. O modelo modular tem a ver com evolução, pois, a cada período de tempo, seus espaços poderão ser adaptados a novas funções e exigências - refitados, estendendo a sua vida util.
(Fonte: SHoP, NYC, 2011)

Clique aqui para acessar a apresentação.



Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]