Painel Imobiliário

Carta do Presidente - Cidade premiada

[

()

O Rio é hoje o mercado imobiliário mais forte do Brasil. Prova dessa afirmação é a presença na cidade das maiores construtoras e incorporadoras do país. A cidade é o tambor de percussão do país, que lança tendências, atrai olhares - e investimentos - internos e externos. Aqui vale ressaltar que o Rio acaba de ser avaliado novamente com "grau de investimento".  O Rio é a bola da vez em todo o mundo, à margem de crises e baixo-astral.

O redesenho do eixo econômico brasileiro, provocado pelo ressurgimento da cidade no centro da cena nacional, traz a reboque uma série de melhorias, um ciclo próspero que há muito os cariocas não experimentavam. A própria cidade está em transformação. Mais investimento nas zonas Oeste e Norte e novo perfil para o Centro, principalmente por conta do projeto Porto Maravilha, que começa a ganhar forma com o lançamento de empreendimentos pioneiros na região.

Dados da Pesquisa ADEMI, principal termômetro do mercado imobiliário do Rio, dão nitidamente a dimensão do aquecimento do setor em 2011. De 2010 até o término de 2011, o mercado terá registrado um aumento do número de lançamentos de 25%, chegando a um total de cerca de 25 mil unidades.

Chama a atenção o grande volume de projetos comerciais na cidade -  cerca de nove mil unidades lançadas este ano. Essa demanda por unidades corporativas (especialmente Triple A) é reflexo do bom momento da economia carioca, das grandes obras na cidade e no estado e da expansão das atividades na Bacia de Campos, que já  serviu para atrair centenas de multinacionais para o Rio. A tendência deste crescimento é de se acentuar ainda mais nos próximos anos.

Na área residencial, o movimento de expansão da atividade imobiliária também impressiona. Hoje, regiões como Méier, Madureira, Campo Grande e Santa Cruz já recebem um volume expressivo de lançamentos, resultado da revolução sem precedentes na infraestrutura de transportes, com investimentos bilionários e simultâneos em BRTs, trens de alta performance e expansão do metrô, entre outros.

A ADEMI, com orgulho e legitimidade, se sente coautora de toda essa transformação. Mudanças sonhadas há 40 anos por seus fundadores - muitos deles até hoje com participação ativa no mercado e na associação -, que vislumbraram na criação de uma entidade forte, participativa e influente no cenário nacional.

Com o pensamento voltado a resolver as grandes questões do setor imobiliário, a ADEMI não admite espaço para exclusivismos nem portas fechadas. A palavra de ordem é o debate, que, assim como a própria definição de democracia, é amplo, geral e irrestrito. Atualmente, cinco comissões, capitaneadas por vice-presidentes da associação, trabalham duramente junto ao poder público para formular propostas quanto a questões do mercado em âmbito regional e nacional.

O quadro funcional da associação foi reforçado, com contratação de técnicos de alto gabarito, que se juntaram à dedicada equipe que vem trabalhando para profissionalizar cada vez mais a entidade.

Em 2011, foi retomada a rotina de grandes almoços no Jockey, reunindo centenas de empresários e autoridades representando  todas as esferas do poder público. Além do evento de comemoração dos 40 anos da ADEMI e de posse da nova diretoria, com 600 convidados presentes no Copacabana Palace, foram realizados almoços em homenagem ao prefeito e ao governador, com a participação de mais de 400 pessoas. Na sede da ADEMI, diversos encontros de trabalho reuniram secretários municipais e estaduais e empresários e serviram para aprofundar discussões em torno das principais questões do setor.

Totalmente repaginado, o site da ADEMI se consolidou como leitura obrigatória,  referência para o setor e fonte primária de informações, inclusive para a imprensa. Ainda na área de comunicação, também é um marco de 2011 a volta da Revista ADEMI, com reportagens, entrevistas exclusivas, artigos e muita informação, para quem quer ver o Rio cada vez mais desenvolvido e vitorioso.

Talvez a maior vitória do ano, que tenho o enorme prazer de anunciar agora, foi a aprovação da criação da Confederação Nacional de Construção. Resultado de uma luta antiga, finalmente, o nosso setor, que representa 10% do PIB, terá autonomia e recursos para investimento em treinamento, pesquisa e desenvolvimento.

Nesta edição, a ADEMI presta pelo décimo segundo ano consecutivo, uma homenagem a quem também pensa o futuro conjuntamente. Empreendedores que investem no novo, que revolucionam o mercado. Com o Destaque ADEMI Prêmio Master Imobiliário, a intenção da entidade também é reverenciar os pioneiros do setor, buscar no passado a inspiração para seguir em frente. A cada edição do prêmio Destaque, a cada ano de vida, a ADEMI se reinventa, se lança a grandes desafios, rejuvenescida.

Boas festas. Conto com todos para um 2012 de muito trabalho e realizações.



Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]