Copa 2014 / Olimpíadas 2016

Parque Olímpico começa a tomar forma

O Estado de São Paulo, 05/fev

As instalações do Parque Olímpico, considerado o "coração" dos Jogos do Rio, em 2016, começaram a tomar forma. A Empresa Olímpica Municipal (EOM), órgão da prefeitura responsável pela Olimpíada, divulgou nesta segunda as primeiras imagens de como será o Centro Aquático, com capacidade para 18 mil pessoas, que vai receber as provas de natação e nado sincronizado. No Parque Aquático Maria Lenk, também na região do Parque Olímpico, serão disputados saltos ornamentais e polo aquático.

Para receber as provas de natação em 2016, o Maria Lenk, construído ao custo de R$ 60 milhões para o Pan de 2007, teria de ser reformado. Mesmo agora, com somente duas modalidades, o Parque Aquático ainda terá de passar por "adaptações", segundo a EOM, além de ganhar uma nova piscina de aquecimento. A prefeitura vai arcar com os custos, ainda não definidos.

Ao todo, o Parque Olímpico vai receber as disputas de 15 modalidades olímpicas e nove paralímpicas. O consórcio Rio Mais venceu a licitação de R$ 1,375 bilhão (pagos pela prefeitura) para construção e manutenção (por 15 anos) da infraestrutura do Parque e de parte das instalações esportivas: três pavilhões, que depois dos Jogos serão transformados no Centro Olímpico de Treinamento.

A construção das demais arenas será financiada pela União e executada pela prefeitura. Os vencedores (já anunciados) das concorrências para elaboração dos projetos básico e executivo vão receber R$ 10,25 milhões para o Centro de Tênis; R$ 5,2 milhões para o novo velódromo (o antigo, construído para o Pan, será doado ao Ministério do Esporte e levado para outra cidade); R$ 8,35 milhões para o Centro Aquático e R$ 7,24 milhões para a Arena de Handebol. As licitações para as construções serão lançadas no 2º trimestre de 2013. As obras devem começar no 2º semestre. 


Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]