ADEMI na Imprensa

Construtoras pisam fundo neste semestre

O Dia, Cristiane Campos, 18/ago

O mercado imobiliário prevê um segundo semestre mais promissor que o primeiro, com o lançamento de imóveis comerciais e residenciais para todas as faixas de renda, incluindo opções pelo programa 'Minha Casa, Minha Vida'. Serão quase oito mil ofertas em todo o estado. Para se ter uma ideia, somente a imobiliária Fernandez Mera vai comercializar 5.600 unidades na Taquara, Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Vargem Grande, Vargem Pequena e Campo Grande, além de cidades como Penedo, Mangaratiba e Itaguaí.

A expectativa do setor é superar o primeiro semestre, que recebeu 8.024 unidades, segundo balanço da Ademi-RJ (Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário). Um crescimento de 45,6% se comparado com o mesmo período de 2013. O estudo revela ainda que o Recreio dos Bandeirantes foi o bairro que mais recebeu novos empreendimentos, seguido por Jacarepaguá. O Recreio deve permanecer assim por mais tempo, pois há vários lançamentos previstos até dezembro.

Um deles é do grupo Labes. Serão ofertadas 1.685 imóveis. O Composè, da Fernandes Araújo, terá 40 unidades entre apartamentos, coberturas e unidades tipo garden, mais lazer completo e segurança. Também no bairro, a Life Construtora prepara o lançamento do Gran Genaro, com 10 unidades. A Brookfield anuncia o lançamento da última torre do Mio Residencial Parque, em Jacarepaguá. Serão 56 apartamentos.

Com o 'Minha Casa, Minha Vida', a Celta lançará a fase 2 do Rio Vida, em Campo Grande, com 460 apartamentos. No setor comercial, a Mega 18 Construtora oferecerá o Fontana di Successo, com 358 salas e 14 lojas, na Taquara.

Reforço na equipe para 200 unidades

A Sawala Imobiliária pretende aumentar a equipe de 380 para 525 corretores, além de saltar de R$ 350 milhões para R$ 600 milhões até dezembro o volume de negócios. Na Martinelli Imóveis, o diretor André Moreira diz que serão colocadas à venda 200 unidades de médio e alto padrão. A imobiliária terá mais dois lançamentos comerciais, um em Jacarepaguá e outro em Cabo Frio.

Financiamentos estão em alta

A procura pelo crédito imobiliário no primeiro semestre bateu recorde em bancos como a Caixa Econômica e o Santander. Somente o banco público liberou R$ 66 bilhões. Nos correspondentes da Caixa, o cenário também foi positivo.

A Estrutura Consultoria assinou 1.580 contratos, totalizando R$ 245 milhões. Já o Santander Brasil bateu R$ 13,3 bilhões na carteira de crédito imobiliário para pessoas físicas.



Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]