Hoje na Imprensa

Gasolina sobe 2% no município do Rio e já custa, em média, R$ 4,259

O Globo, Ramona Ordoñez, 14/nov

A alta dos preços do petróleo no mercado internacional nas últimas semanas - quando o produto chegou a superar os US$ 60 por barril - está pesando no bolso do consumidor brasileiro. Segundo dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP), o preço médio da gasolina subiu 1,44% no país na semana passada, para R$ 3,938. No município do Rio, a alta foi ainda maior, de 2,03%, passando de R$ 4,174 o litro para R$ R$ 4,259.

No Estado do Rio, o preço médio é de R$ 4,275, o terceiro maior entre as 27 unidades da federação. No Acre, onde a gasolina é a mais cara do país, o litro custa em média R$ 4,519. Em Goiás, R$ 4,384. Ontem, em Goiânia, consumidores fizeram protestos em postos de gasolina contra os preços elevados no estado.

O Acre continua sendo o estado onde a gasolina é a mais cara do país, custando em média R$ 4,519 o litro. A segunda gasolina mais cara vendida no país é em Goiás, a R$ 4,384 o litro, seguida em terceiro lugar do Rio de Janeiro onde custa R$ 4,275 o litro. O estado do Maranhão é onde é vendida a gasolina mais barata do país, a R$ 3,657 o litro.

A Petrobras vem adotando desde outubro do ano passado uma nova política de preços dos combustíveis, que passaram a acompanhar as cotações internacionais e também os efeitos do câmbio e da concorrência no mercado interno. Em junho, a empresa adotou uma política que permite a revisão até diária dos preços da gasolina e diesel.

Somente em novembro, a Petrobras fez dois reajustes significativos na gasolina e no diesel em suas refinarias, de 3,6% e de 2,3%, nos dias 4 e 7, respectivamente.

O álcool, por sua vez, era vendido na semana passada no Rio de Janeiro a R$ 3,264 o litro, uma alta de 2,8% em relação à semana anterior, quando o produto foi vendido a R$ 3,175. Já o diesel teve uma alta de preços da ordem de 1,8% na semana passada, quando o litro foi vendido a R$ 3,332, contra R$ 3,270 na semana anterior.


Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]