ADEMI em foco

Acordo CBIC-ABECIP

O Presidente da ADEMI, Márcio Fortes, acredita que o acordo entre a CBIC e a ABECIP  sobre a aplicação da Lei 10.931/04 "é uma demonstração clara de como se pode e se deve operar bem". Isto porque o acordo prevê uma aferição de seu desempenho a cada três meses e, portanto, a sua modificação caso não sejam eficientes os pontos acertados sobre a qualidade do crédito imobiliário ofertado.

 

Em resumo, hoje é mais baixo o valor mínimo de financiamento, atingindo uma enorme quantidade de imóveis que antes não podiam contar com crédito de bancos privados. Diminuiu o juro desses imóveis e, em contrapartida, os bancos ganharam liberação de recursos. Aumentou o limite máximo do financiamento, com juro mais alto, possibilitando que também os imóveis urbanos mais caros possam ser objeto do Sistema Financeiro da Habitação.

 

Segundo Márcio Fortes "o acordo provavelmente atende a um dos elos da cadeia produtiva da indústria imobiliária: o financiamento. Resta-nos agora insistir para que os outros elos sejam também contemplados. Preliminarmente, e mais importante, as dúvidas existentes sobre o Estatuto das Cidades, em particular, a definição da função social da propriedade urbana. Os cuidados com o meio ambiente, a vizinhança, as questões coletivas - como tráfego, ruído, zoneamento e outras - continuam, por sua indefinição, a impedir a velocidade na aprovação de projetos e, portanto, a estimular a informalidade".

 

O presidente da ADEMI considera importante que o mercado entenda a função social da sua atividade, a construção civil. Por isso, deve continuar a solicitar tratamento fiscal mais justo, tanto para os construtores quanto para os compradores - é o caso do desconto do juro na declaração de renda de pessoa física. Ele aponta também "um grande fator de inibição de um mercado sadio e abrangente: a renda disponível da população é diminuta e continua cadente".



Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]