Notícias do setor

INSS leiloa imóveis

O Dia, Coluna Esplanada, 13/set

A direção do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) vai leiloar cerca de 3 mil imóveis seus para reforçar o caixa para o pagamento das aposentadorias. A Procuradoria impetrou milhares de ações nos fóruns do país para reintegração de posse de imóveis do patrimônio do órgão - como o do Mercadinho São José, em Laranjeiras (Rio), e até prédios ocupados por estatais e empresas da União que não pagam um centavo de retorno. O presidente Edison Garcia lança mão do discurso de arrumação da casa. O INSS tem bilhões de reais em ativos em mais de 6 mil imóveis.

Dois casos

Entre outros, o INSS pede reintegrações de posse na comunidade de Campinho, no Rio capital, e também de dezenas de prédios em São Paulo, ocupados por sem-teto, não tem dono", lamenta Edison Garcia. Prefeituras ocuparam terrenos do INSS até para fazer cemitério e praça pública.

Interesse político

O presidente do INSS cita o consentimento e desdém de governos anteriores na ocupação dos imóveis da União, com auxílio partidário e político, por sem-teto.

É da União

"Há uma sensação de que o patrimônio da Previdência não tem dono", lamenta Edison Garcia. Prefeituras ocuparam terrenos do INSS até para fazer cemitérios e praça pública.

Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]