Notícias do setor

Pós-crise eleva segurança, mas encarece competição

Valor Econômico, Talita Moreira, 14/set

A sabedoria popular diz que a diferença entre o remédio e o veneno está na dose. É uma boa frase para traduzir o debate atual sobre o mercado bancário brasileiro, uma década após a hecatombe que engoliu o americano Lehman Brothers. A prescrição regulatória do pós-crise tornou ainda mais sólido o sistema financeiro nacional, mas também acentuou o domínio que os grandes bancos já tinham. O que está em questão agora é como assegurar mais concorrência e taxas de juros menores sem gerar riscos.

Leia mais em Valor Econômico

Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]