Notícias do setor

Venda de imóveis para estrangeiros decola só em dois anos, diz entidade

Folha de São Paulo, Mercado Aberto, 05/dez

A concessão de visto ao estrangeiro que comprar imóvel no Brasil tem potencial para adicionar de 8 mil a 10 mil transações ao mercado, diz João Teodoro da Silva, presidente do Cofeci-Creci (conselho federal de corretores).

"Durante os dois primeiros anos não vai haver muitas vendas, pois a regra demora para ser conhecida. Depois disso, será um número próximo de 10 mil unidades, o que é pouco para o Brasil."

Acontecem cerca de 700 mil negociações por ano no país, segundo Silva.

Para dar certo, será preciso um trabalho de promoção pesado por parte das agências de promoção ligadas ao governo, afirma o dirigente.

Estrangeiros que comprarem imóveis de R$ 1 milhão podem pedir visto de permanência. Se o bem estiver no Nordeste ou no Norte, o valor é menor, de R$ 700 mil.

A iniciativa é positiva e poderá atrair investidores que não teriam capital para aportar em imóveis em Portugal ou Estados Unidos, diz Flávio Amary, presidente do Secovi-SP (sindicato da habitação).


Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]