Notícias do setor

Guedes defende revisão do FI-FGTS, alvo de corrupção

O Globo, Marcello Corrêa, 08/jan

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou ontem que, entre as missões que deu ao novo presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães, está uma revisão das aplicações do Fundo de Investimentos do FGTS (FI-FGTS), um dos alvos da Operação Lava-Jato. Na transmissão do cargo para Guimarães, realizada após a posse dos presidentes de bancos públicos no Planalto, o ministro disse que o fundo "irrigou o que não deveria irrigar".


- A Caixa foi capturada e se perdeu. Uma das coisas que temos conversado é exatamente o FI-FGTS. Que andou irrigando coisas que não era para irrigar - disse. - Uma das primeiras coisas que eles (da nova gestão da Caixa) vão fazer é pegar esse FI e reavaliar isso tudo.

O FI-FGTS foi criado em 2007 para diversificar a aplicação dos recursos arrecadados pelas empresas em nome dos empregados para o FGTS, que até então se limitava a projetos de habitação e saneamento. Com a criação do fundo de investimentos, o FGTS passou a aplicar parte da poupança compulsória dos trabalhadores em negócios, sobretudo na área de infraestrutura.

O FI-FGTS investiu em projetos polêmicos e em empresas que posteriormente enfrentaram dificuldades. Alguns dos aportes foram feitos na construtora de sondas Sete Brasil (que entrou em recuperação judicial), por exemplo. O Tribunal de Contas da União (TCU) e a Lava-Jato encontraram indícios de irregularidades em vários investimentos, também citados por delatores.

INCENTIVO À DENÚNCIA

Na Caixa, Guedes insistiu no novo papel que espera dos bancos públicos e, para uma plateia de funcionários do banco, citou casos de corrupção nas estatais. Guedes disse que funcionários capazes de apontar indícios de corrupção devem ser premiados:


- A Caixa esteve envolvida, com problemas, foi gente parar em Curitiba. Temos que aprender com essa experiência. A própria eleição do presidente Bolsonaro é um sonoro "não" da sociedade brasileira a esse tipo de comportamento. O que a gente quer daqui pra frente é (responder à pergunta): onde estávamos enquanto isso acontecia? Se somos tão bons assim, porque não impedimos? Hipnotizados?


Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]