Notícias do setor

Caixa elevou taxa de juros mínima da linha pró-cotista em dezembro

Valor Econômico, Talita Moreira, 09/jan

Maior provedor de crédito habitacional do país, a Caixa aumentou a taxa de juros mínima da linha pró-cotista. Até então, a modalidade era a mais barata dentre as que não são destinadas a tomadores de baixa renda. O piso da linha subiu de 7,85% para 8,76% ao ano mais TR. A taxa máxima permaneceu em 9,01% ao ano mais TR. A alteração foi definida na segunda quinzena de dezembro. De acordo com a assessoria de imprensa da Caixa, não houve ingerência da nova gestão do banco na decisão. Na segunda-feira, o novo presidente da Caixa, Pedro Guimarães, causou polêmica ao dizer que "quem é de classe média tem que pagar mais, ou vai buscar no Santander, Bradesco e Itaú". A afirmação foi interpretada como um sinal de que a instituição apertaria as taxas para esses clientes. Ontem, o executivo disse que não haverá "nenhuma alteração" nos juros cobrados atualmente pelo banco. "É uma questão simples. Você tem o Minha Casa Minha Vida, que, por definição, tem juro menor", afirmou. "Você querer comparar Minha Casa Minha Vida com crédito imobiliário para a classe média não é correto matematicamente."

Leia mais em Valor Econômico.


Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]