Notícias do setor

Empresas de tecnologia reforçam parceria com corretores

O Estado de S. Paulo online, Economia, 22/jul

A tecnologia vem impactando diversos setores tradicionais da economia e mudando o jeito de consumir e de fazer negócios. No mercado imobiliário não é diferente. As inovações trazidas por startups do setor facilitam a vida de quem quer alugar, comprar ou vender uma casa ou apartamento. São plataformas digitais que, com o auxílio da tecnologia e da inteligência artificial, conseguem agilizar as transações - da escolha do imóvel à validação da documentação-, economizando tempo do cliente e eliminando burocracias.

No entanto, a tecnologia, ainda que fundamental para a modernização do setor, não dispensa o trabalho do corretor. E, embora haja um receio de que o novo modelo de negociação digital torne obsoleta a intermediação humana, empresas como a Loft têm mostrado o contrário. 

"Vemos muito valor no papel do corretor, pois é um profissional que tem conhecimento aprofundado do bairro onde atua", afirma Fernanda Sujto, responsável pelo relacionamento da empresa com os corretores. Criada em 2018, a plataforma digital para compra e venda de apartamentos está mudando sua forma de atuação. A empresa deixa de atender clientes de forma direta; muito em breve, todos os negócios da Loft passarão a ser intermediados por corretores. "Nosso propósito - facilitar a vida de quem busca um novo lar - se viabiliza em parceria com os bons corretores, que oferecem conselhos, um serviço mais personalizado e conforto aos clientes em um momento de grande decisão de suas vidas", afirma Fernanda.

Modelo de inovação

Atualmente, 4,5 mil corretores são associados à plataforma. Desde a sua fundação, a empresa mantém um relacionamento de parceria com os corretores. Em menos de um ano no mercado imobiliário, a Loft já pagou R$ 10,5 milhões em comissões aos profissionais do setor.

Corretores que trabalham com a Loft não precisam dedicar exclusividade à empresa e contam com uma série de vantagens. Uma delas é a segurança jurídica da documentação do imóvel. 

"Me associei à Loft e ofereço os apartamentos da empresa para os meus clientes porque tenho a certeza de que toda a documentação está correta. Quando a gente trabalha diretamente com o dono do apartamento, não consegue ter essa garantia", diz Lilian Borenstein, corretora há oito anos.

Ao trabalhar com o portfólio de imóveis da Loft, o corretor recebe um dossiê completo do apartamento, com todas as informações para apresentar ao cliente, incluindo fotos. No site, os filtros ajudam o corretor a identificar o imóvel mais adequado para o cliente, e a tecnologia da plataforma cruza os dados de compra e venda de imóveis da região para fazer a precificação com base nos valores que foram negociados nos últimos meses.
 
"Em breve disponibilizaremos uma plataforma exclusiva para os corretores, que reinventará sua forma de trabalho, ajudando a fechar mais negócios em menos tempo", diz Fernanda.

Criada para simplificar o mercado imobiliário e levar transparência ao setor, a Loft atua nas duas pontas: compra e venda de apartamentos, aceitando o apartamento do cliente como pagamento em ambas as negociações. Ao comprar um imóvel, a empresa paga à vista, faz a reforma utilizando materiais de alto padrão, regulariza toda a documentação e coloca o imóvel para venda, dando ao comprador um ano de garantia e um manual de usuário com detalhamento da planta. 

Os corretores que vendem o apartamento ainda na fase de reforma ganham uma comissão de até 7%; e quando a venda é feita com o imóvel pronto, o valor fica em até 6%. Por enquanto, a Loft atua na compra e venda de apartamentos de 25 a 330 metros quadrados nos bairros: Higienópolis, Itaim Bibi, Jardim América, Jardim Paulista, Moema e Vila Nova Conceição, todos na cidade de São Paulo.

Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]