Notícias do setor

Eternit reverte prejuízo e tem lucro no 4° trimestre de 2019

Valor Econômico online, Rita Azevedo e Chiara Quintão, 25/mar

A Eternit, em recuperação judicial, teve lucro de R$ 6,7 milhões no quarto trimestre de 2019, revertendo o prejuízo de R$ 60,3 milhões apurado no mesmo período de 2018.

A receita da companhia recuou 18,4%, somando R$ 159,5 milhões, na mesma base de comparação. A queda se deu principalmente devido ao desempenho no mercado externo. No doméstico, diz a Eternit em relatório, houve aumento de 14% no faturamento. Os custos totalizaram R$ 94,6 milhões, montante 20% inferior ao visto no último trimestre de 2018. A margem bruta passou de 20% a 22%.

As despesas operacionais da Eternit recuaram quase 85%, para R$ 7 milhões, com queda tanto nas despesas com vendas quanto das despesas operacionais. O resultado financeiro líquido foi positivo em R$ 846 mil, em função do estorno de juros da dívida em dólar com parte de credores.

O resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) foi positivo em R$ 34,3 milhões. Um ano antes, o resultado ficou negativo em R$ 38,6 milhões. A melhora do número, diz a administração da companhia, está relacionada à reversão de baixa contábil e de provisões para contingências trabalhistas, fiscais e cíveis.

Quarentena

O presidente da Eternit, Luís Augusto Barbosa, defende que um "isolamento mais seletivo" poderia reduzir a velocidade de contaminação das pessoas com o novo coronavírus, "sem destruir a economia". 

No entendimento de Barbosa, grupos de risco devem ser isolados, eventos com grandes aglomerações, proibidos, e os setores da economia, gradativamente liberados. "A economia não resistirá muito tempo com restrição total", disse o executivo ao Valor.

Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]