ADEMI na Imprensa

Construtoras usam canais digitais para driblar pandemia

[

(O Globo, Ana Carolina Diniz, 29/mar)

Com a crise causada pelo coronavírus, as construtoras estão investindo em vendas on-line. Sites interativos e contato dos corretores pelo WhatsApp e por telefone têm sido os recursos usados para tentar fechar negócios neste cenário inédito da economia mundial. Os lançamentos programados para este ano, por enquanto, serão mantidos, segundo as empresas.

- A assinatura da venda é feita por meio de uma plataforma de assinatura eletrônica. Para o cliente analisar o imóvel, contamos com o tour on-line e com imagens de drones da região e da vista específica de cada apartamento. É como se o cliente já estivesse dentro do seu apartamento - diz Carolina Lindner, gerente comercial da construtora Mozak. No mercado de Minha Casa Minha Vida, o on-line também está sendo usado. De acordo com Cristiano Coluccini, presidente da CAC

Engenharia, houve um reforço nas rede sociais da construtora para divulgar os canais de atendimento (WhatsApp, chat e telefone). A MRV expandiu a atuação da plataforma de vendas digital, diz Rafael Menin, copresidente da construtora.

Para Claudio Hermolin, presidente da Ademi-RJ e da Brasil Brokers, a crise afetará o mercado como um todo, mas de forma temporária. Ele crê que é um bom momento para quem quer fazer investimento:

- Em um momento de crise, principalmente uma atípica como a que estamos passando, o natural é que as pessoas queiram assegurar seus investimentos em bens reais, feitos de tijolo. 

Na opinião do presidente do Creci-Rj, Manoel da Silveira Maia, as demandas habitacionais são imensas, mas as compras vão cair. Consumidores de todos os segmentos estão mais cauteloso se, no mercado imobiliário, não é diferente - diz ele. 

Será um bom momento para comprar?

- Se você está comprando o imóvel para sua moradia ou como forma alternativa de investimento e proteção do seu dinheiro, é uma boa opção. Neste caso, seu investimento é em longo prazo. Caso haja queda de preços, você pode recuperar isso no futuro, pois, como todo mercado, o de imóveis também se recupera - aconselha Geraldo Victor, gerente-geral de Imóveis da Apsa.

MORAR OU ALUGAR

O aluguel também acaba sendo alternativa para o futuro potencial comprador, acredita Paulo Porto, professor do MBA de Gestão de Negócios Imobiliários e da Construção Civil da FGV. 

- As pessoas que já tinham se preparado para comprar agora vão manter o contrato de aluguel até a situação ficar menos incerta - avalia.


Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]