Notícias do setor

Conheça a construtora com mais lançamentos no Minha Casa Minha Vida

O Estado de S. Paulo online, Imóveis, 07/ago

O Minha Casa Minha Vida (MCMV) é o maior programa habitacional já criado no Brasil. Desde o seu lançamento, em 2009, o projeto já entregou mais de um milhão de moradias, oferecendo descontos e vantagens para facilitar o financiamento da casa própria. A MRV Engenharia é uma das principais construtoras e incorporadoras do País a participar da iniciativa. Segundo o Rodrigo Resende, diretor de marketing e novos negócios da MRV, somente no primeiro trimestre deste ano a companhia vendeu 10.493 unidades, grande parte enquadrada no programa habitacional do governo.

Nas condições da proposta, a empresa oferece subsídios de até R$ 27.500 e a possibilidade de quitar a compra em até 360 meses. "Os imóveis atendem clientes com renda entre R$ 2 mil e R$ 10 mil. As unidades da faixa 1,5 a 3, que se enquadram no programa MCMV, podem ser adquiridos com preço médio de R$ 156 mil", explica Rodrigo.

O diretor destaca que a MRV busca constantemente inovar e oferecer aos clientes produtos com qualidade, que contribua para diminuição de gastos, que sejam sustentáveis e com lazer que atenda a toda família. "Cerca de 60% dos lançamentos, por exemplo, contam com placas fotovoltaica com geração de energia solar para as áreas comuns dos condomínios. Muitos de nossos empreendimentos são entregues com preparação para receber wifi nas áreas comuns dos residenciais, sistema de segurança, pomar e lazer completo e equipado", afirma Resende.

A MRV pretende manter a produção de cerca de 40 mil unidades que se enquadram ao MCMV, mas tem a estratégia de diversificação de fonte de receita e produtos. Por isso, a companhia, desde o ano passado, tem lançado produtos com foco em clientes que podem financiar o imóvel por meio do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). "Esses clientes estão com renda acima da última faixa do programa habitacional do governo", afirma Rodrigo.

Outros mercados

A MRV criou em 2019 a Luggo, uma startup voltada para a locação e gestão de apartamentos. Totalmente digital e sem burocracia - sem fiador e com a possibilidade de mudança em 24 horas, "a Luggo vai além da locação de apartamentos, oferecendo diversos serviços pensados especialmente para uma geração conectada e descomplicada, apostando na tecnologia e inovação para criar um novo conceito em moradia", conta Rodrigo.

A empresa tem como objetivo oferecer habitações para um público que precisa ou deseja mudar com mais frequência e, ainda, uma nova geração, que investe cada vez menos em bens com financiamento de longo prazo, mais especificamente das classes B e C, com aluguel entre R $ 1.200 e R$ 2.000.

Em 2019, a MRV como um todo registrou lucro de 690 milhões, montante igual ao de 2018. "Apesar da pandemia, a Luggo tem colhido resultados consistentes durante os últimos meses. O mês de junho foi marcado pelo melhor mês de locação da empresa desde sua inauguração, em 2019. Esse cenário é atribuído à plataforma digital, onde o cliente pode fazer um tour virtual, escolher unidade e vaga, realizar análise de crédito, assinar o contrato e, inclusive, pagar com cartão crédito", aponta Rodrigo.

Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]