Hoje na Imprensa

Título que segue a Selic é o mais vendido neste ano

Valor Econômico, Nathália Larghi, 17/nov

Mesmo com a trajetória de queda do juro desde outubro do ano passado, os títulos públicos pós-fixados - que acompanham o movimento da taxa básica - são os mais vendidos neste ano no Tesouro Direto, programa de negociação de papéis do governo pela internet para a pessoa física. A demanda pela aplicação, que perdeu rentabilidade na esteira da Selic, é justificada pelo maior conservadorismo do investidor, segundos especialistas, diante das incertezas associadas ao cenário de aprovação de reformas e às eleições de 2018.

Previdência: só idade mínima tem amplo apoio

O Globo, Geralda Doca, 17/nov

Os parlamentares avaliam que o texto da Fazenda é tão duro quanto a proposta anterior, com novos pontos polêmicos, como é o caso da aposentadoria especial ( trabalhadores portadores de deficiência), que terão regras mais rigorosas em relação aos demais. Como eles se aposentam mais cedo, dependendo do grau da deficiência, terão de contribuir por 25 anos para requerer o benefício, enquanto na regra geral a exigência fica mantida nos atuais 15 anos.

Rio terá 12 feriados prolongados de janeiro a dezembro de 2018

O Globo, Rio, 17/nov

O ano de 2017 não acabou, mas, nas redes sociais, muita gente mostra que já está pensando nos feriadões de 2018. Não é para menos. Estão previstos 10 feriados nacionais prolongados de janeiro a dezembro do ano que vem, sendo que os moradores do Rio terão ainda outros dois feriados locais esticados: o Dia de São Jorge (23 de abril) e o Dia da Consciência Negra (20 de novembro). Apenas dois feriados cairão no fim de semana: o Dia de São Sebastião do Rio de Janeiro e o Dia de Tiradentes (21 de abril), ambos no sábado.

Gestores mantêm bolsa no radar em meio a "liquidação"

Valor Econômico, Adriana Cotias, 16/nov

A venda generalizada de ações observada da segunda quinzena de outubro para cá resulta de uma inversão do fluxo externo para a bolsa brasileira, na esteira de uma realização de lucros em ativos de risco, com os mercados emergentes nesse bolo. Mas, por ora, gestores de recursos e alocadores não enxergam nesse movimento uma mudança nos fundamentos para a renda variável brasileira e há quem tenha aproveitado a temporada de "liquidação" para comprar ações que consideravam caras.

Dólar e juros futuros operam em baixa após feriado no Brasil

Valor Econômico online, Lucas Hirata, 16/nov

O dólar o os juros futuros operam em baixa nesta quinta-feira. A direção dos ativos locais acompanha o ganho das divisas emergentes, num dia de alívio após a recente pressão negativa sobre o segmento. No retorno do feriado nacional, na quarta-feira, o real tem variação bem próxima de seus pares. Os emergentes e algumas divisas ligadas a commoditie lideram os melhores desempenhos da sessão.

 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]