Informe ADEMI

Outros Informes:

15 de junho de 2018


Informe ADEMI




ADEMI - Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário


15 de junho de 2018 ADEMI na imprensa | notícias do setor | hoje na imprensa

Em Destaque

Entidades de construção do estado lançam o Programa Construção Legal

Lançado oficialmente no dia 8 de maio, o Programa Construção Legal busca garantir mais segurança jurídica às atividades que envolvem o setor. A iniciativa - parceria do Sinduscon-Rio com o Seconci-Rio, do Sintraconst-Rio e da ADEMI-RJ - chega a um momento em que empresas de todos os portes precisam manter-se atentas ao cumprimento das leis e normas que orientam a construção civil.

Quadro de Avisos

Lançada a Frente Parlamentar de Apoio à Indústria da Contrução Civil e do Mercado Imobiliário

Foi lançada nesta quarta-feira (13/06), em Brasília, a Frente Parlamentar de Apoio à Indústria da Construção Civil e do Mercado Imobiliário, no âmbito da Câmara dos Deputados, que pretende popularizar e ampliar os debates sobre políticas públicas para a indústria da construção civil e os corretores de imóveis; e, ainda, promover o aprimoramento da legislação federal sobre a indústria da construção civil e o mercado imobiliário, criando espaços de debates amplos, inclusive em seminários nacionais.

Receita Federal estabelece definitivamente que obra submetida ao Patrimônio de Afetação perde o benefício do Regime Especial de Tributação para vendas realizadas após a sua conclusão

Conheça a SOLUÇÃO DE CONSULTA nº 99.001/2018 da Subsecretaria de Tributação e Contencioso da Receita Federal do Brasil.

Portaria do Ministério das Cidades aprova Regimento Geral do Siac, na forma do seu Anexo I, assim como os demais anexos a ele referidos

Conheça a Portaria CIDADES nº 383/2018 e Anexos I, II, III e IV.

Notícias do Setor

Construção civil cria iniciativa para tentar modernizar setor (DCI, Serviços, 15/jun)

Visando a inovação no mercado de construção, 32 empresas se reuniram na EnRedes. Classificada como um "núcleo de inovação e relacionamento", a iniciativa deve reunir 32 construtoras e fornecedoras como Gafisa, Cyrela, MRV, Saint Gobain, Microsoft, BASF, Deca, Eztec, Schneider e Thyssen Krupp. Entre as iniciativas desenvolvidas pelo grupo estão mapeamentos das startups que desenvolvem tecnologias para a construção civil e das ações desenvolvidas pelo governo visando a modernização do setor.

Secovi-SP, RICS e ULI realizam Summit Brasil 2018 dia 20/6 (Exame.com, Economia, 15/jun)

Profissionais dos setores imobiliário e de infraestrutura terão muito pelo que esperar em São Paulo em 20 de junho durante o RICS Secovi-SP ULI International Summit Brasil 2018, a partir das 14 horas na sede do Sindicato da Habitação. O evento, que faz parte da série RICS Summit Series Americas 2018 e percorreu toda a América do Norte, traz o tema "O jogo antes do jogo: planejar para vencer no mercado imobiliário e de infraestrutura… você está dentro?", e abordará diversas questões focando no planejamento como o fator chave para vencer nos setores imobiliário e de infraestrutura.

Construtoras aumentam número de lançamentos no interior (Correio, Victor Lahiri, 15/jun)

Nos últimos 10 anos a consolidação de diferentes municípios do interior da Bahia como polos industriais e educacionais aqueceu a demanda por habitação qualificada. O fenômeno espalhou os investimentos de construtoras e incorporadoras pelos quatro cantos do estado e a briga pela preferência do consumidor do interior têm levado empresas a investir alto na equação entre preço e infraestrutura para manterem os negócios em pleno movimento.

MRV investirá mais de R$ 550 milhões em 5,5 mil moradias (Gazeta do Povo, Imóveis, 15/jun)

Somente nos meses de junho, julho e agosto, serão seis novos empreendimentos que somam 2 mil unidades localizadas na capital e no interior do Paraná. Entre setembro e dezembro, outros 3,5 mil apartamentos serão colocados à venda. O investimento total previsto até o final do ano soma mais de R$ 550 milhões e inclui o aumento em cerca de 20% da força de trabalho da empresa no sul do país, que atualmente é formada por cerca de três mil trabalhadores diretos e indiretos.

Aumento de juros entra no radar (O Estado de S. Paulo, Thaís Barcellos, 15/jun)

A pressão do cenário externo e as incertezas coma eleição levaram os analistas a rever suas expectativas em relação à Selic, a taxa básica de juros da economia. Uma pesquisa do Projeções Broadcast com profissionais do mercado financeiro mostra que cinco deles, de um total de 49, preveem que a taxa vai chegar ao fim do ano acima dos atuais 6,50%. No levantamento anterior, feito em maio, após a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), nenhuma instituição previa alta dos juros neste ano.

Thyssen tenta renegociar fusão com Tata (Valor Econômico, Empresas, 15/jun)

A ThyssenKrupp, da Alemanha, cada vez mais pressionada pelo fundo de hedge ativista Elliott Management, está se mexendo para renegociar os termos de uma proposta de fusão europeia com a Tata Steel, segundo disseram ontem fontes a par das discussões entre as companhias. O grupo industrial alemão e sua concorrente indiana estão nos estágios finais de criação de uma potência siderúrgica com receitas de € 15 bilhões, que seria a segunda maior produtora de aço da Europa, atrás apenas da ArcelorMittal.

Americanos dependem do alumínio do Brasil, diz Abal (Valor Econômico, Renato Rostás, 15/jun)

Os Estados Unidos não são e não serão por um bom tempo autossuficientes na produção do alumínio que consomem e, por isso, precisam do metal fabricado no Brasil, opina Milton Rego, presidente da Associação Brasileira do Alumínio (Abal). Por isso, a sobretaxa de 10% da seção 232 não terá poder de barrar o Brasil, apesar de encarecer seu produto.

Construtoras buscam retomar expansão (Exame.com, Circe Bonatelli, 13/jun)

Após paralisação de canteiros de obras e queda nas vendas ao longo de maio - mês que concentrou a greve dos trabalhadores da construção em São Paulo e o protesto dos caminhoneiros em todo o País -, as incorporadoras buscam recuperar o tempo perdido e manter a trajetória de expansão dos negócios vista nos meses anteriores, disseram empresários, na segunda-feira, 11, à noite, durante a entrega do prêmio Top Imobiliário.
Hoje na Imprensa
Alta no juro de longo prazo pode forçar ajuste na bolsa (Valor Econômico, Finanças, 15/jun)
Receita supera previsão e alivia meta fiscal (Valor Econômico, Ribamar Oliveira, 15/jun)
Mesmo com US$ 5 bilhões do BC, dólar avança 2,6%, a R$ 3,812 (O Globo, Ana Paula Ribeiro, 15/jun)
sugestões | cancelar a assinatura | alterar e-mail
visite o site | seja sócio | estatuto | fale conosco
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]