Notícias do setor

Caixa oferta carência de até 180 dias para pagamento de crédito imobiliário

Reuters, Aluísio Alves, 09/abr

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta quinta-feira que oferecerá carência de até 180 dias no financiamento imobiliário para pessoas físicas e para construtoras. Para construtoras, o prazo de 180 dias valerá para novas contratações e na chamada fase de retorno. O banco também vai ofertar a antecipação de até 3 meses do cronograma para obras em execução e liberar recursos do financiamento não usados antes.

Índice Nacional da Construção Civil varia 0,35% em março

Agência IBGE, Sala de Imprensa, 09/abr

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) variou 0,35% em março, uma alta de 0,10 ponto percentual em relação ao mês anterior, quando registrou 0,25%. Em março de 2019, o índice foi de 0,52%. O acumulado do primeiro trimestre ficou em 0,90%. O Sinapi registrou o resultado de 3,77% nos últimos 12 meses, uma queda em relação aos 3,95% dos 12 meses imediatamente anteriores.

Como uma fintech de crédito imobiliário contorna a crise

Pequenas Empresas & Grandes Negócios, Mariana Fonseca, 09/abr

O mercado imobiliário prevê meses de lentidão na compra de imóveis, diante das incertezas quanto à economia e à interação social causadas pela pandemia do novo coronavírus. Mas as crises também apresentam oportunidades.

Fundos imobiliários podem fazer novas captações

O Estado de S. Paulo, Coluna do Broadcast, 09/abr

Algumas gestoras de fundos imobiliários começaram a tatear o mercado e podem surpreender com o lançamento de novas ofertas já nas próximas semanas. No momento, a leitura é de que a volatilidade, ainda alta por conta da crise trazida pela covid-19, precisa cair para que as ofertas voltem a ser feitas. Apesar de o preço das cotas dos fundos listados ter caído muito, os últimos dias do pregão, mais calmos, podem começar a abrir uma oportunidade para fundos da área.

Lazari vê crescimento menor do crédito e alta da inadimplência neste ano

Valor Econômico online, Finanças, 08/abr

Vamos ter um crescimento do crédito menor e um aumento da inadimplência neste ano devido ao coronavírus, avaliou o presidente do Bradesco, Octavio de Lazari Jr, durante entrevista ao vivo pela internet promovida pelo Valor.

 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]