Notícias da Pesquisa

Todas as matérias desta seção

Mercado Imobiliário da Cidade Rio de Janeiro no 3º trimestre de 2016

O total de unidades vendidas no terceiro trimestre de 2016 recuou de 10%. Já os lançamentos apresentaram queda de 25%. 

 

Mercado Imobiliário no 1º semestre de 2016

Cidade do Rio de Janeiro

As vendas de imóveis residenciais cresceram 34% no primeiro semestre de 2016.

 

Mercado Imobiliário da Cidade Rio de Janeiro no 1º trimestre de 2016

O total de unidades vendidas no primeiro trimestre de 2016 apresentou alta de 26%, enquanto os lançamentos recuaram 44%. 

 

Comparativo Anual - 2015/2014

Mercado Imobiliário da Cidade do Rio de Janeiro

A análise dos dados apurados pela Pesquisa ADEMI do Mercado Imobiliário em 2015 aponta um recuo de 60% no total de unidades lançadas no município do Rio de Janeiro em relação ao mesmo período do ano anterior. 

 

Mercado Imobiliário da Cidade Rio de Janeiro no 2º semestre de 2015

A análise dos dados apurados pela Pesquisa ADEMI do Mercado Imobiliário no segundo semestre de 2015 aponta uma queda de 60% no total de unidades lançadas no município do Rio de Janeiro com relação ao mesmo período do ano anterior. Em números absolutos foram lançadas 3.549 novas unidades de julho a dezembro de 2015 ante 8.789 em igual período em 2014.

 

Mercado Imobiliário da Cidade Rio de Janeiro no 1º semestre de 2015

A análise dos dados apurados pela Pesquisa ADEMI do Mercado Imobiliário no primeiro semestre de 2015 aponta uma queda de 61% no total de unidades lançadas no município do Rio de Janeiro com relação ao mesmo período do ano anterior. 

 

Milhares de imóveis

Meia Hora, Imóveis, 05/01/15

"Ano passado, tivemos o Carnaval em março, diversos feriados no primeiro semestre e Copa do Mundo, além de um processo eleitoral complexo", explica João Paulo Rio Tinto de Matos, presidente da associação. Segundo ele, 2015 será muito parecido com 2014. "Este ano, haverá ajustes e a nossa expectativa é de um crescimento de 5%", afirma Matos.

 

ADEMI lança Panorama do Mercado Imobiliário 2013

O Panorama 2013 do Mercado Imobiliário do Rio de Janeiro, elaborado pelo departamento de Pesquisa ADEMI, mostra como o setor continua crescendo em um novo ritmo, com novos desafios e perspectivas. A missão da ADEMI é ajudar no desenvolvimento da cidade e na revalorização de áreas que andavam esquecidas. Clique aqui e confira o Panorama 2013.

 

Mercado Imobiliário de Lançamentos em 2013

O mercado de lançamentos imobiliários da cidade do Rio de Janeiro alcançou em 2013 crescimento de 9% comparado ao ano de 2012.

 

Mercado Imobiliário da Cidade do Rio de Janeiro - 2011 e 2012

A análise dos dados apurados pela Pesquisa ADEMI do Mercado Imobiliário no período de janeiro a dezembro de 2012 indica um recuo de 22% no total de unidades lançadas no município do Rio de Janeiro, em relação ao mesmo período do ano anterior.

 

Mercado Imobiliário da Cidade do Rio de Janeiro Comparativo Anual 2010/2011

A análise dos dados apurados pela Pesquisa ADEMI do Mercado Imobiliário no período de janeiro a dezembro de 2011 indica um crescimento de 26% no total de unidades lançadas no município do Rio de Janeiro, em relação ao mesmo período do ano anterior. Em números absolutos foram lançadas 19.994 unidades de janeiro a dezembro de 2010 e um total de 25.197 em 2011.

 

Comparativo Anual 2008/2009

A análise dos dados apurados pela Pesquisa ADEMI do Mercado Imobiliário em 2009 indica um aumento de 18,3% no total de unidades lançadas no município do Rio de Janeiro em relação a 2008. Em números absolutos, foram lançadas 12.044 novas unidades em 2008 e um total de 14.251 em 2009

 

Comparativo Primeiro Quadrimestre 2008/2009

Comparando-se o primeiro quadrimestre de 2009 com o mesmo período de 2008, observa-se uma retração da atividade imobiliária tendo-se como parâmetro o total de unidades lançadas e vendidas no quadrimestre.

 

Mercado do Rio - Lançamento dos Últimos 6 anos

O número de unidades lançadas no mercado imobiliário do Rio de Janeiro passou de um patamar de cerca de 6.700 unidades/ano no biênio 2003/2004 para cerca de 9.000 unidades/ano em 2005/2006, chegando a 12.500 unidades, em média, em 2007/2008. Comparando os três biênios, usando como parâmetro a quantidade de unidades ofertadas, observa-se uma elevação do nível de atividade do setor a cada dois anos.

 

Resumo Consolidado - 1º Semestre de 2007

Está disponível para consulta o Resumo Consolidado da Pesquisa Mensal de Performance Comercial do 1º Semestre de 2007. Utilizando tabela e gráficos, o resumo mostra o número de unidades disponíveis para venda, o total efetivamente escriturado e o VSO, mês a mês.

 

Unidades Lançadas - Comparativo 2003 a 2007

Após dois anos em declínio (2004 e 2005), em 2006 o total de unidades lançadas no primeiro semestre começa a aumentar, chegando perto de 4 mil unidades no primeiro semestre de 2007. Tradicionalmente, o número de unidades lançadas no segundo semestre é maior do que no primeiro; o ano de 2005, por exemplo, teve o pior primeiro semestre dos últimos 5 anos considerando-se as unidades lançadas, porém, no total anual, computou o maior número de unidades lançadas no qüinqüênio.

 

VSO - Janeiro a Maio - 2004 a 2007

O Índice VSO é obtido dividindo-se o total de unidades vendidas pelo total disponiblizado para venda no mês. Comparando os primeiros cinco meses do ano, verificamos que em 2007 a média dos VSO's de Janeiro a Maio é próxima a alcançada no ano de 2004.

 

VSO Médio Anual sobe nos últimos três anos

O índice VSO é obtido dividindo-se o total de unidades vendidas pelo total disponibilizado para venda no mês. Observamos que a média anual do VSO cresceu nos últimos três anos. Em 2004 e 2006 o índice mais elevado ocorreu em maio (8,7% e 14,1% respectivamente), já em 2005, o maior VSO registrado foi em novembro (27,3%).

 

Índice VSO de Janeiro/2007

No mês de janeiro de 2007, em um universo de 168 empreendimentos acompanhados pela Pesquisa ADEMI de Performance Comercial, 156 responderam à pesquisa, totalizando 20.153 unidades. Encontravam-se disponíveis para venda 5.706 unidades e foram escrituradas 321 (57% através de pagamento à vista ou financiamento direto do incorporador e 43% através de financiamento da CEF e dos bancos privados). O VSO do mês foi de 5,6%.

 

Empreendimentos caem, mas unidades sobem

De julho de 2003 (data do início da Pesquisa ADEMI on line) a dezembro de 2003 foram lançados 54 empreendimentos totalizando 4.219 unidades; no mesmo período de 2004 foram lançados 46 empreendimentos com um total de 3.901 novas unidades; já em 2005, foram lançados 45 empreendimentos que somaram 6.623 novas unidades ao mercado e, em 2006, contamos 39 novos empreendimentos gerando um total de 5.403 imóveis novos.

 

Resumo Consolidado 2006

Já está disponível para consulta o Resumo Consolidado da Pesquisa Mensal de Performance Comercial do ano de 2006. Utilizando tabela e gráficos, o resumo mostra o número de unidades disponíveis para venda, o total efetivamente escriturado e o VSO, mês a mês, durante o ano.

 

Vendas com financiamento bancário são maioria em Dezembro/2006

Segundo o Relatório de Dezembro da Pesquisa ADEMI, as unidades escrituradas com pagamento à vista ou financiamento direto do incorporador caíram de 727 em dezembro de 2005 para 216 em dezembro de 2006. Já as unidades vendidas com financiamento bancário (bancos privados e CEF) subiram de 8 unidades em dezembro de 2005 para 679 em dezembro de 2006.

 

Lançamentos Imobiliários no RJ de 2003 a 2006

O número de unidades lançadas anualmente no mercado imobiliário do Rio de Janeiro passou de um patamar de cerca de 6.700 unidades/ano no biênio 2003/2004 para cerca de 9.000 unidades/ano no período 2005/2006.

 

Lançamentos 2003 a 2006

Clique aqui para acessar o levantamento feito pela Pesquisa ADEMI dos lançamentos Residenciais e Comercias na cidade do Rio de Janeiro de 2003 a 2006.

 

Pesquisa ADEMI de cara nova

A Pesquisa ADEMI do Mercado Imobiliário está mais moderna. Com um novo layout, inova na funcionalidade, mantendo a qualidade das informações já existentes. "Adaptamos a pesquisa ao formato do novo site, sem perder os recursos originais e acrescentando novas ferramentas", explica Gabriella Szklo, coordenadora do Departamento de Pesquisa da entidade.

 

Vila da Penha é o novo líder da Zona Norte

O primeiro lugar em vendas ficou novamente com a Barra da Tijuca, 92 unidades vendidas. Em segundo lugar aparece Jacarepaguá, 78 unidades e, pela primeira vez em terceiro, Vila da Penha, com 44 unidades vendidas. Vale destacar também o bom desempenho de Vargem Pequena que, com 41 unidades vendidas, obteve um inédito quarto lugar.

 

Crescimento em 2004 é muito pequeno

De acordo com o Relatório de Novembro de 2004 da Pesquisa ADEMI, em setembro, outubro e novembro de 2003 foi lançado um total de 2.508 unidades. No mesmo período de 2004, o total foi de 2.514 unidades, praticamente não houve crescimento no número de unidades lançadas de um ano para outro. Clique aqui para acessar a íntegra do Relatório.

 

Índice de Velocidade de Vendas (IVV) de Novembro/2004

No mês de novembro de 2004, em um universo de 188 empreendimentos acompanhados pela Pesquisa ADEMI de Performance Comercial, 147 responderam à pesquisa, totalizando 15.058 unidades. Encontravam-se disponíveis para venda 4.374 unidades e foram escrituradas 342 (70,5% através de pagamento à vista ou financiamento direto do incorporador e 29,5% através de financiamento da CEF e dos bancos privados). O IVV do mês foi de 7,8%. Informações completas no Relatório de Novembro de 2004 da Pesquisa ADEMI.

 

Número de unidades lançadas aumenta em outubro

Comparando outubro de 2003 com outubro de 2004 verificamos que quase dobrou o número de unidades lançadas. O bairro de Jacarepaguá contribuiu significativamente para esse resultado. Em outubro de 2003 foram lançadas 90 unidades no bairro e em outubro de 2004 foram lançadas 712 novas unidades. Saiba mais no Relatório de Outubro de 2004.

 

Aumenta vendagem de unidades na planta

Em setembro de 2004, a maior vendagem ficou com os imóveis ainda na planta, 154 unidades, 91% delas localizadas na Região 1 (Barra da Tijuca, Jacarepaguá, Recreio dos Bandeirantes, Vargem Grande, Vargem Pequena e Campo Grande), só a Barra da Tijuca concentra 83% das vendas de unidades na planta. Confira estes e outros resultados da Pesquisa ADEMI no Relatório de Setembro de 2004.

 

Relatório de Setembro detecta aumento de vendas de unidades comerciais

Desde que a Pesquisa ADEMI começou a apurar os resultados das vendas por tipologia e finalidade, em junho de 2004, é a primeira vez em que foram escrituradas mais unidades comerciais do que residenciais. O que explica essa inversão são os lançamentos de empreendimentos comercias na Barra da Tijuca com grande número de unidades e sucesso de vendas. Clique aqui para acessar a íntegra do Relatório.

 

Venda de unidades comerciais é maior que a de residenciais

As vendas de unidades comerciais no mês de setembro de 2004 superaram as de unidades residenciais, foram 150 unidades vendidas, todas localizadas na Região 1 (Barra da Tijuca, Jacarepaguá, Recreio dos Bandeirantes, Vargem Grande, Vargem Pequena e Campo Grande), atestando o sucesso do lançamento de imóveis comerciais na região. Saiba mais no Relatório de Setembro de 2004.

 

Catete lidera as vendas na Zona Sul

De acordo com o Relatório de Agosto de 2004, a Barra da Tijuca continua com o primeiro lugar no Ranking de bairros, 95 unidades comercializadas no mês. Jacarepaguá (46 unidades) ficou com o segundo lugar. O bairro do Catete aparece em terceiro, com 32 unidades vendidas, na frente de Botafogo, 21, que ficou em quarto lugar. Pela primeira vez, desde o início da Pesquisa, o Catete é o líder da Zona Sul em vendas.

 

Maioria das unidades novas à venda estão em obras

Em agosto de 2004, 2.141 imóveis em construção estavam disponíveis para venda na cidade do Rio de Janeiro e 120 unidades foram vendidas, sendo 40% delas na Barra da Tijuca e 39,17% localizadas no resto da Região 1.

 

Unidades disponíveis crescem e escrituradas caem

No período de agosto de 2003 a agosto de 2004, número de novas unidades disponíveis para venda no município do Rio de Janeiro cresceu 24,45%. Já as escrituradas caíram 9,38%, de 276 para 259. Mas as escrituradas com pagamento à vista ou financiamento direto do incorporador registraram um aumento de 9,61%, passando de 229 para 251. E as unidades vendidas com financiamento bancário (bancos privados e CEF) caíram de 47 para 8.

 

Botafogo volta ao segundo lugar

O bairro com maior número de unidades disponíveis para a venda em julho foi, assim como nos últimos cinco meses, a Barra da Tijuca (1.670 unidades), seguida de Jacarepaguá (878 unidades) e Recreio dos Bandeirantes (659 unidades). Em relação às vendas, o primeiro lugar ficou novamente com a Barra da Tijuca, 80 unidades vendidas. Botafogo aparece, pela primeira vez desde janeiro de 2004, em segundo com 32 unidades e Jacarepaguá ficou em terceiro com 25.

 

Mais novidades nos Relatórios: Análise Temporal

A partir do mês de julho de 2004 o Relatório Mensal conta com um novo item: "Performance Comercial - Análise Temporal", ou seja, uma análise do IVV, unidades disponíveis para venda e unidades escrituradas no período de julho de 2003 a julho de 2004.

 

Unidades lançadas caem 82%

Em julho de 2004, foram lançados 6 empreendimentos na cidade do Rio de Janeiro, todos residenciais, perfazendo um total de 202 unidades (40 na Barra da Tijuca, 104 em Jacarepaguá, 16 no Recreio dos Bandeirantes, 36 em Botafogo e 6 no Leblon). Comparando julho de 2003 com julho de 2004 verifica-se uma queda de 82% no número de unidades lançadas.

 

Novidade nos Relatórios: Resultados por tipologia

Devido a um aprimoramento na Pesquisa ADEMI, apartir do Relatório do mês de junho, conta com a análise dos resultados agrupados por tipologia e finalidade.

 

Análise do primeiro semestre de 2004 dos resultados da Pesquisa ADEMI

Não perca! A análise do mercado imobiliário do primeiro semestre já está disponível na seção "Relatórios" da Pesquisa ADEMI. O relatório comenta os resultados consolidados da Pesquisa ADEMI de Mercado Imobiliário, no que diz respeito ao IVV (Índice de Velocidade de Vendas), às unidades disponíveis para venda e às efetivamente escrituradas. O documento também segmenta as informações por região, fase de obra, preço médio de venda e preço por metro quadrado privativo.

 

IVV cai em junho

O IVV total do mês de junho caiu em relação ao de maio, ficando em 6,3%. As unidades disponíveis e o total escriturado dos empreendimentos acompanhados pela pesquisa ADEMI que vinham aumentando mês a mês desde o início do ano, apresentaram a primeira queda, revertendo a tendência de alta.

 

Vendas com financiamento da CEF caem a zero

Em junho de 2004 a forma preferida de pagamento dos compradores continuou sendo o financiamento direto dos incorporadores (94% do total escriturado). As vendas com financiamento da CEF, que sempre representaram um percentual pequeno do total escriturado, este mês, pela primeira vez desde o início da pesquisa, foram a 0%. Já as vendas com financiamento de bancos privados permaneceram em 4% e as vendas à vista alcançaram 2%.

 

Percentual de vendas com financiamento direto do incorporador ainda é o mais alto

A distribuição percentual do total escriturado em maio seguiu a tendência estabelecida nos meses anteriores. As vendas com financiamento direto do incorporador representaram a grande maioria do total escriturado, 93%, um aumento de 3% se comparado a abril de 2004. As vendas com financiamento bancário (CEF e bancos privados) caíram de 9% no mês passado para 6% em maio e as vendas à vista permaneceram em 1%.

 

Méier é líder da Zona Norte

Segundo o relatório de maio de 2004 da Pesquisa ADEMI do Mercado Imobiliário, no ranking de bairros, o primeiro lugar ficou com a Barra da Tijuca, com 143 unidades vendidas. O Recreio dos Bandeirantes ficou em segundo, com 82, e Jacarepaguá em terceiro, com 65. Botafogo, líder isolado da Zona Sul, ficou em quarto, com 52 unidades e em quinto, o campeão de vendas da Zona Norte, o Méier com 35.

 

Índice de Velocidade de Vendas (IVV) de Maio/2004

Em Maio de 2004, num universo de 177 empreendimentos cadastrados, 163 participaram da Pesquisa ADEMI de Performance Comercial, totalizando 16.331 unidades. Estavam disponíveis para venda 5.016 unidades e foram escrituradas 437 (94% através de pagamento à vista ou financiamento direto do incorporador e 6% através de financiamento da CEF e dos bancos privados). O IVV do mês foi de 8,7%.

 

Zona Oeste se mantém na liderança

Seguindo a tendência apontada nos últimos três meses, em abril de 2004, a Região 1 (Barra da Tijuca, Jacarepaguá, Recreio dos Bandeirantes, Vargem Grande, Vargem Pequena e Campo Grande) apresentou o maior volume de vendas (236 unidades) correspondendo a 61% das vendas totais.

 

Índice de Velocidade de Vendas (IVV) de Abril/2004

Em Abril de 2004, num universo de 178 empreendimentos cadastrados, 162 participaram da Pesquisa ADEMI de Performance Comercial, totalizando 14.915 unidades. Estavam disponíveis para venda 4.995 unidades e foram escrituradas 385 (91% através de pagamento à vista ou financiamento direto do incorporador e 9% através de financiamento da CEF e dos bancos privados). O IVV mensal foi igual ao do mês passado, 7,7%.

 

Cai o percentual vendido de unidades com m² inferior a R$1.000,00

Segundo o Relatório da Pesquisa ADEMI de Março de 2004, a maior oferta, ainda na linha estabelecida em janeiro e fevereiro, foi de imóveis com preço/m² na faixa de R$ 1.001,00 a R$2.000,00 (1.713 unidades). Já o percentual de vendas de unidades com preço/m² inferior a R$1.000,00, embora maior que o 1% registrado em janeiro, era de 4% em fevereiro e caiu para 2% em março.

 

Botafogo é o campeão da Zona Sul

O bairro que disponibilizou o maior número de unidades para a venda em março foi, assim como em janeiro e fevereiro, a Barra da Tijuca (1.400), em seguida vem Jacarepaguá (880) e depois o Recreio dos Bandeirantes (872). Na zona sul, a maior disponibilidade está em Botafogo, 419 unidades. Em relação às vendas, o primeiro lugar ficou novamente com a Barra da Tijuca, 105 unidades vendidas, Jacarepaguá ficou em segundo com 74 e Botafogo, o campeão da zona sul, em terceiro com 50 unidades.

 

Zona Oeste continua na liderança

Seguindo a tendência apontada em janeiro e fevereiro de 2004, em março de 2004 a Região 1 (Barra da Tijuca, Jacarepaguá, Recreio dos Bandeirantes, Vargem Grande, Vargem Pequena e Campo Grande) foi a que teve maior volume de vendas, 265 unidades, correspondente a 70% das vendas totais.

 

Percentual de vendas com financiamento direto do incorporador aumenta em Março/2004

Comparando com fevereiro de 2004, notamos que, em março de 2004, somente o percentual escriturado com financiamento direto do incorporador aumentou, subiu de 87% para 96%. O percentual escriturado com financiamento da CEF caiu de 7% para 2%, o com pagamento à vista caiu de 5% para 1% e o com financiamento de bancos privados permaneceu em 1%.

 

Vendas com Financiamento bancário caem ainda mais em Fevereiro/2004

Comparando com janeiro de 2004, notamos que, em fevereiro de 2004, os percentuais escriturados com financiamento da CEF e financiamento direto do incorporador não se alteraram, 7% e 87% respectivamente. Já o percentual escriturado com pagamento à vista cresceu de 3% para 5% e o com financiamento de bancos privados caiu de 3% para 1%.

 

Índice de Velocidade de Vendas (IVV) de Fevereiro/2004

Em Fevereiro de 2004, 157 empreendimentos participaram da Pesquisa ADEMI de Performance Comercial, num total de 14.542 unidades. Estavam disponíveis para venda 4.757 unidades e foram escrituradas 294 (92% através de pagamento à vista ou financiamento direto do incorporador e 8% através de financiamento da CEF e dos bancos privados). O IVV apurado no mês de fevereiro foi coincidentemente igual ao de janeiro, 6,2%.

 

Relatório de Janeiro/2004 comprova que só se vende para os ricos

O IVV de janeiro foi menor para os imóveis com preço médio de venda até R$100 mil (3,2%) e maior para os imóveis com preço médio de venda entre R$101mil e R$ 250mil (7,0%). No que se refere à oferta, a faixa de preço com mais unidades disponíveis em janeiro foi "mais que R$250mil" (2.159) e a com menos foi "até R$100mil" (831). Os imóveis com preço médio de venda maior que R$250 mil representaram 50% das vendas do mês.

 

Índice de Velocidade de Vendas (IVV) de Janeiro/2004

Em Janeiro de 2004 participaram da Pesquisa ADEMI de Performance Comercial 155 empreendimentos, num total de 14.319 unidades. Estavam disponíveis para venda 4.714 unidades e foram escrituradas 290 (90% através de pagamento à vista ou financiamento direto do incorporador e 10% através de financiamento da CEF e dos bancos privados). O IVV do mês foi de 6,2%.

 

Análise do segundo semestre de 2003

Não perca! A análise do mercado imobiliário do segundo semestre de 2003 já está disponível na seção Pesquisa ADEMI do Mercado Imobiliário.

 

Resumo Consolidado da Pesquisa ADEMI - Mensal 2003

Já está disponível para consulta o Resumo Consolidado da Pesquisa Semanal de Performance Comercial. Utilizando tabela e gráficos, o resumo mostra o número de unidades disponíveis para venda, o total efetivamente escriturado e o IVV, mês a mês.

 

Resumo Consolidado da Pesquisa ADEMI - Semanal 2003

Já está disponível para consulta o Resumo Consolidado da Pesquisa Semanal de Performance Comercial. Utilizando tabela e gráficos, o resumo mostra o número de unidades disponíveis para venda, visitação nos stands e reservas, semana por semana.

 
 

Objetivo

Acompanhamento e análise do comportamento do mercado imobiliário do Rio de Janeiro, através da apuração de informações referentes a preço de venda de imóveis novos, quantidade ofertada, características de novos empreendimentos, movimentação nos stands e velocidade de venda em um determinado universo de empreendimentos das principais empresas do mercado imobiliário do Rio de Janeiro.

 

Mercado Imobiliário registra aquecimento

Barra, Jacarepaguá e Recreio são os bairros de maior alta

Segundo a "Pesquisa Ademi de Mercado Imobiliário", realizada pela ADEMI, o município do Rio de Janeiro teve 7.224 novas unidades lançadas em 2003, sendo 6.925 residenciais e 299 comerciais.

 

Zona Oeste é campeã de lançamentos

Os grandes destaques da pesquisa foram Barra, Recreio, Jacarepaguá, Vargem Grande e Vargem Pequena, três quartos das unidades disponíveis para venda estão localizadas nessa região.

 

Vale a pena conferir

A ADEMI possui um departamento de pesquisa que faz um acompanhamento minucioso do mercado imobiliário apurando a "performance" comercial e fornecendo as principais características dos empreendimentos participantes.

 

Notícias da Pesquisa

Alguns dados da Pesquisa ADEMI: a) os empreendimentos comerciais representaram menos de 5% do total de unidades lançadas no ano e b) das 163 unidades escrituradas em outubro apenas 28 (menos de 20% do total) tiveram financiamento bancário. Consulte os resultados da Pesquisa e busque outras informações de seu interesse.

 

Consulta Customizada

A Consulta Customizada dá acesso aos dados de cadastro dos empreendimentos participantes da Pesquisa ADEMI, inclusive os últimos lançamentos.

 

O Projeto

Em razão da carência de informações sobre o comportamento do mercado imobiliário do Rio de Janeiro e da crescente necessidade dos dirigentes das empresas do setor de dispor dessas informações para a tomada de decisão em novos negócios, a ADEMI-RJ decidiu desenvolver o projeto PESQUISA ADEMI DO MERCADO IMOBILIÁRIO...

 
 
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]