Lei Complementar nº 99, de 23 de setembro de 2009, e dá outras providências.">
 
 

Desenvolvimento Urbano

Projeto de Lei Complementar nº. 90-A/2014

Estabelece novo prazo para os benefícios previstos na Lei Complementar nº 99, de 23 de setembro de 2009, e dá outras providências. 



Autor(es): PODER EXECUTIVO

A CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO, 


DECRETA 


Art. 1º Fica estabelecido novo prazo, de cento e vinte dias, contados da data da publicação desta Lei Complementar, de requerimento dos benefícios da Lei Complementar n° 99, de 23 de setembro de 2009, para as obras realizadas até a data da publicação desta Lei Complementar. 

Art. 2º O caput do art. 3º da Lei Complementar nº 99/2009 passa a ter a seguinte redação: 

"Art. 3º É permitida a regularização de obras de construção, modificação ou acréscimo, existentes até a data da publicação desta Lei Complementar, que não ultrapassem o limite de altura máxima prevista no projeto original aprovado, mediante o pagamento de contrapartida ao Município de quantia fixada em função do valor da metragem quadrada objeto da irregularidade e em função da modalidade de transgressão efetuada na forma abaixo, ficando isentos da referida contrapartida os templos religiosos de qualquer culto:" (NR) 

Art. 3º Ficam acrescentados os arts. 8º-A e 8º-B à Lei Complementar 99, de 2009, com as seguintes redações: 

"Art. 8°-A. Na Zona Especial 5 - ZE-5 fica permitida a construção de um pavimento destinado a estacionamento ou uso comum, além do número de pavimentos previsto para o local, mediante pagamento de Contrapartida ao Município, nas seguintes condições: 

I - a construção do pavimento definido no caput só será permitida em edificações com número de pavimentos superior a cinco; 

II - o pavimento poderá ter projeção máxima de cinquenta por cento da área do lote, devendo ser obedecidos os afastamentos definidos na legislação em vigor. 

§ 1º Excetua-se ao disposto no inciso II a área de implantação do Parque Olímpico, onde a projeção do pavimento definido no caput obedecerá às condições específicas da legislação em vigor para o local. 

§ 2º Fica estabelecido o prazo de cento e oitenta dias para requerimento do disposto neste artigo. 

§ 3º O prazo para pagamento da Contrapartida e sua forma serão estabelecidos em regulamentação específica, sendo aplicável o fator tipologia de 0,25. 

Art. 8°-B. Nas edificações comerciais, ficam permitidos mediante pagamento de Contrapartida ao Município, na forma estabelecida no art. 3º desta Lei Complementar: 

I - jirau, com altura limitada a dois metros e vinte centímetros, nos pavimentos destinados a lojas situados acima do primeiro pavimento de lojas da edificação; 

II - varandas, com área excedente à Área Total Edificável - ATE, atendidos os demais requisitos previstos na legislação aplicável." 


Art. 4º Esta Lei Complementar entra em vigor na data de sua publicação 


Art. 5º Ficam revogadas a partir de 30 de setembro de 2016 esta Lei Complementar e a Lei Complementar nº 99, de 23 de setembro de 2009. 


Sala da Comissão, 29 de junho de 2015. 


Vereador Jorge Braz 
Presidente 


Vereador Jimmy Pereira Vereador S. Ferraz 
Vice-Presidente Vogal


Envie para um amigo
Imprima este texto
 
 
 
 

webTexto é um sistema online da Calepino

Matéria impressa a partir do site da Ademi Rio [http://www.ademi.org.br]